Antologia de Contos: De conto em conto (2002)

De conto em conto é uma antologia de doze contos de vários escritores brasileiros, direcionados para o público juvenil e publicado pela editora Ática em 2002.

SinopseHistórias pequenas no tamanho, mas enormes na emoção. Assim são os contos deste livro. São doze preciosidades de diferentes autores que vão lhe revelar todo tipo de sentimento: do riso frouxo até a tristeza mais doída. [fonte: site da editora, visitado em janeiro de 2004]

Os autores dessa coletânea são: Antônio de Alcântara Machado, Artur Azevedo, Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino, Ivan Angelo, Lima Barreto, Luiz Vilela, Lygia Fagundes Telles, Machado de Assis, Marcos Rey, Pedro Bandeira e Wander Piroli.



De conto em conto. Antologia de Contos. Antônio de Alcântara Machado. Artur Azevedo. Carlos Drummond de Andrade. Fernando Sabino. Ivan Angelo. Lima Barreto. Luiz Vilela. Lygia Fagundes Telles. Machado de Assis. Marcos Rey. Pedro Bandeira. Wander Piroli. Editora Ática. Coleção Quero Ler. Orlando. Capas de Livros. Book Cover. 2002.
Editora: Ática
Coleção: Quero Ler (Contos)
2002-2014
Ilustrações: Orlando
Ilustração da Capa: Orlando
De conto em conto. Antologia de Contos. Antônio de Alcântara Machado. Artur Azevedo. Carlos Drummond de Andrade. Fernando Sabino. Ivan Angelo. Lima Barreto. Luiz Vilela. Lygia Fagundes Telles. Machado de Assis. Marcos Rey. Pedro Bandeira. Wander Piroli. Editora Ática. Coleção Literatura em Minha Casa. Orlando. Capas de Livros. Book Cover. 2002. Ministério da Educação.
Editora: Ática
Coleção: Literatura em Minha Casa
2002
Ilustrações: Orlando
Ilustração da Capa: -

Contos:

  1. Negócio de menino e menina (Ivan Angelo)  
  2. O torcedor (Carlos Drummond de Andrade)
  3. Passeio (Fernando Sabino)
  4. Plebiscito (Arthur Azevedo)
  5. Biruta (Lygia Fagundes Telles)
  6. Pega ladrão, Papai Noel (Marcos Rey)
  7. O homem que sabia javanês (Lima Barreto)
  8. A marinheirinha (Pedro Bandeira)
  9. Um apólogo (Machado de Assis)
  10. Boa de garfo (Luiz Vilela)
  11. Festa (Wander Pirolli)
  12. Corinthians 2 x Palestra 1 (Antônio de Alcantâra Machado)


Nota: Para a edição publicada em 2002 pelo programa Leitura em Minha Casa, do Ministério da Educação, foram excluídos três contos: "Plebiscito", "O homem que sabia javanês" e "Corinthians 2 x Palestra 1".

Resenha:

(por Study More)

O livro reúne um time de autores de primeira grandeza, representando a literatura nacional de diferentes épocas. São nove contos que tratam de temas e situações comuns que, ao serem abordados pelos escritores, ganham outra dimensão; por vezes poética, por vezes triste. Os contos retratam com fidelidade as emoções humanas, a nossa incansável luta para nos tornarmos pessoas melhores e a busca pela felicidade. 

Para aguçar sua curiosidade, apresentamos para você as sínteses dos contos. Mas, o que vai valer mesmo é mergulhar na leitura do livro para conhecer o mundo encantado desses contos. 

Ivan Ângelo nos conta a comovente história “Negócio de Menino e Menina”, narrada com uma lógica, nem sempre compreensível pelos adultos, mostrando a acirrada disputa entre um poderoso fazendeiro e um menino pobre e decidido a não vender um passarinho. 

Carlos Drummond de Andrade, em “O Torcedor”, demonstra profunda intimidade com as palavras e grande conhecimento da alma humana ao narrar a história de Eváglio, um torcedor do clube de futebol Atlético Mineiro em um jogo de decisão de campeonato. Na saída da casa do amigo, onde assistira ao jogo, ele pega um ônibus lotado da torcida do Flamengo, time vencedor, e se contamina pelo entusiasmo dos flamenguistas. Em poucas palavras, o autor consegue mostrar os diversos sentimentos que o homem experimenta, que vão do medo à simpatia, da insegurança ao alívio. 

Em ”Biruta”, de Lygia Fagundes Telles, vamos conhecendo Alonso e seu cachorro Biruta e acompanhamos sua solidão, sua luta pela sobrevivência e para proteger o seu querido cão, companheiro e único amigo. É impossível não nos emocionarmos com esse retrato tão fiel da amizade, do amor do menino Alonso por Biruta e seu medo de se ver em sérias dificuldades pelas traquinagens do cão. 

Marcos Rey nos fala de uma passagem na véspera de Natal, que nos faz refletir sobre a sociedade em que vivemos e o polêmico presente de um pai para seu filho no conto “Pega ladrão, Papai Noel”. 

“A Marinheirinha” nos traz a pequena e esperta Tininha e seu pai em uma competição marítima. Pedro Bandeira narra com tamanha emoção a saga da menina durante a competição, que nos vemos a seu lado, torcendo e vibrando para que tudo dê certo. 

Fernando Sabino trata, em “Passeio”, de um assunto delicado, principalmente para adultos: o momento de comunicar à criança que os pais vão se separar. Narrado sob a ótica de uma menina ingênua, Sabino nos mostra como os adultos complicam demais as coisas. Na verdade, existem situações dolorosas , mas que fazem parte da vida. 

Machado de Assis trabalha, em “Um Apólogo”, a discussão entre a agulha e a linha para saber quem das duas é a mais importante. Esse tema aparentemente pueril nos revela uma vigorosa crítica ao comportamento humano. 

“Boa de Garfo”, de Luiz Vilela, apresenta um personagem astuto: um homenzinho aparentemente ingênuo que, junto com sua cadela, consegue se dar bem diante de um fazendeiro. 

Wander Pirolli mostra, em “Festa”, como uma refeição humilde pode se tornar um evento especial para aqueles que pouco têm.

[fonte: STUDY MORE, blog, 20 out. 2011. Disponível em: <http://studymorehere.blogspot.com.br/2011/10/de-conto-em-conto.html>. Acesso em: 23 nov. 2016]

Nenhum comentário:

Postar um comentário