Giselda Laporta Nicolelis: O milagre de cada dia (1989)

O milagre de cada dia é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1989 pela editora Scipione.

Sinopse: José e Eunice enfrentaram grandes dificuldades para criar seu filho único, Jesus. O menino cresceu e se transformou num bonito adolescente. Trabalhava durante o dia e estudava à noite. Quando seu pai adoeceu e ficou impossibilitado de trabalhar, Jesus se ofereceu para doar-lhe um rim. A operação foi bem-sucedida, mas um dia, ao voltar da aula, o rapaz foi atingido por uma bala perdida e ficou em coma.  [fonte: Skoob, visitado em outubro de 2016]

Eico Suzuki (escritora brasileira, 1936-2012)

Eico Suzuki. Escritora brasileira.
fonte: GESHECLAM UFPR
Lista dos livros (bibliografia) da escritora Eico Suzuki.

Nome: Eico Suzuki
Data de Nascimento: 28 de junho de 1936
Local de Nascimento: São Paulo, São Paulo, Brasil
Data de Falecimento: novembro de 2012 (76 anos)
Local de Falecimento: Guarulhos, São Paulo, Brasil
Pseudônimo: Eico Suzuki
Gênero: Ficção Científica, Ensaios, Contos Infantis e Juvenis, Contos Fantásticos, Memórias, Autobiografias.




Lista dos livros publicados de Eico Suzuki (18 títulos):

Desafio ao imortal (1970, contos)
Dick - Aventuras de um cão dinamarquês (1972, romance infantil)
Nô - Teatro Clássico Japonês (1977, ensaio sobre o gênero teatral Nô)
Literatura Japonesa 712-1868 (1979, crítica literária)
O pai da educação integral e o universo do judô (1986, biografia de Jigoro Kano, criador do judô Kòdòkan)
Recordações de papai (1988, memórias sobre seu pai: Takeshi Suzuki)
A verdade final (1993, contos juvenis)
Meu mestre e eu - Memórias de uma faixa preta (1993, crônicas/autobiografia/biografia de mestre Seisetsu Fukaya)
Nô - Teatro Clássico Japonês 2 (1993, ensaio sobre o gênero teatral Nô)
Recordações de mamãe (1994, memórias sobre sua mãe: Chizu Takeshi)
Arminho - Aventuras de um gato persa (1994, novela juvenil)
Carijozinho Faixa-Preta (1995, novela infantil)
Nô - Teatro Clássico Japonês 3 (1995, ensaio sobre o gênero teatral Nô)
Nô - Teatro Clássico Japonês 4 (1996, ensaio sobre o gênero teatral Nô)
Os terceiros planetas (1995, contos juvenis)
A pedra do gênio (1996, teatro)
Letras & Artes (1997, crítica literária) [co-autores: Benedicto Luz e Silva e Lia Campos Ferreira]
Nátsume Sôsseki: O homem que merecia o Prêmio Nobel (1997, biografia: Nátsume Sôsseki)

Lista de antologias que Eico Suzuki participou (10 títulos):

Em revista - Volume 5 (1978, conto)
Em revista - Volume 6 (1978, conto)
Roda mágica (1978, organização e conto infantil)
Vamos ler (1980, conto juvenil: Titio)
Em revista - Volume 15 (1983, conto)
O mundo é da criança (1988, conto infantil)
Todos por um (1983, conto juvenil: Os terceiros planetas)
Mundo colorido (1991, conto infantil)
De quatro ventos (1993, artigo: Uma entrevista com meu pai através do seu livro Japão)
Pioneiras (1995, artigo: Ficção e realidade da poeta maior) 

Artigos em jornais ou revistas escritos por Eico Suzuki (3 artigos): 

Os samurais no cinema - Parte 1 (revista Anhembi, Nº 138, maio de 1962)
Os samurais no cinema - Parte 2 (revista Anhembi, Nº 139, junho de 1962)
Tipos humanos do cinema japonês (revista Anhembi, Nº 144, novembro de 1962)

Capas/livros ilustrados por Eico Suzuki (3 títulos):

Coruja Lelé (Giselda Laporta Nicolelis, Editora do Escritor, Coleção Infanto-Juvenil Nº 3, ilustrações internas)
Nô - Teatro Clássico Japonês - Volume 2 (Eico Suzuki, Editora do Escritor, Coleção Ensaio, 1993, ilustrações da capa internas)
O pai da educação e O universo do judô (Eico Suzuki, Editora do Escritor, Coleção Ensaio Nº 17, 1986, ilustração da capa)

Sobre a autora:
Filha do casal japonês Takeshi Suzuki (1908-1987) e Chizu Suzuki, Eico Suzuki foi formada em Arquitetura pela Universidade Mackenzie (1959), em São Paulo-SP. Praticante de judô desde os 22 anos e treinada pelo mestre Seisetsu Fukaya (1913-1983), a escritora foi a primeira mulher na América do Sul a conquistar, em 15 de fevereiro de 1963, a faixa preta (shodan) em judô. Na adolescência, Eico escreveu pequenos contos publicados em jornais locais e antologias. Seu primeiro livro, Desafio ao imortal (contos), foi publicado em 1970.

Livros da autora lidos pelo blogueiro (0): Nenhum.

Giselda Laporta Nicolelis: Coruja Lelé (1974)

Coruja Lelé é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público infantil e publicado originalmente no Brasil em 1974 pela editora Editora do Escritor, dentro da coleção Infanto-Juvenil da editora, com o título Coruja Lelé.

Foi o primeiro livro publicado de Giselda, depois de algumas participações da autora em antologias infantis da mesma editora. Essa foi a única edição do livro publicado no Brasil. A capa foi criada por Luz e Silva, enquanto as ilustrações internas foram desenhadas por Eico Suzuki.

Giselda Laporta Nicolelis: O caminho de Ísis (1992)

O caminho de Ísis. Giselda Laporta Nicolelis, Editora Lê. Coleção Mistérios e Magia. Nova Era. Virgílio Veloso. Marcos Lourenço. Walid Malek. Capas de Livros. Book Cover. 1992.
O caminho de Ísis é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1992 pela editora Lê, com o título O caminho de Ísis.

Temas: Adolescência. Vestibular. Faculdade. Alcançar os sonhos. Boas ações. Honestidade. Discriminação. Mitologia egípcia. Olho de Hórus. Mediunidade. Dons paranormais. Temática do movimento Nova Era.  

Sinopse: Ísis, uma adolescente como tantas, recebe um estranho presente: a reprodução de um talismã, o olho do falcão. Este é o começo de sua caminhada, uma iniciação que implica em várias e sucessivas provas. Uma história que nos remete aos segredos e às tradições do antigo Egito. Paralelamente a seu trajeto oculto, Ísis vai crescendo, tornando-se adulta, desvendando os diversos motivos de uma vida. [fonte: contracapa do livro]

Coleção Mistérios e Magia (Editora Lê)

Listas dos livros (bibliografia) do catálogo da Coleção Mistérios e Magia (Editora Lê).

Mistérios e Magia é uma coleção de livros juvenis de escritores brasileiros publicados pela editora Lê, de Belo Horizonte-MG, entre 1992 e 1996. Os títulos inéditos foram publicados inicialmente em 1992 e 1993, mas editora continuou lançando novas edições do título na coleção até 1996. O foco da coleção são novelas juvenis com temática esotérica, diretamente ligados ao movimento Nova Era (New Age).


Giselda Laporta Nicolelis: série Nossos 5 Amigos: Os sentidos! (2008) (Olhe! Ouça! Cheire! Prove! Pegue!)

Giselda Laporta Nicolelis. Nossos 5 Amigos: Os sentidos! Olhe! Ouça! Cheire! Prove! Pegue! Box de Livros. Caixa de Livros. Editora Porto de Ideias. 2008.
Box da coleção com os cinco livros
A série Nossos 5 Amigos: Os sentidos! é uma coleção de pequenos livros escritos por Giselda Laporta Nicolelis para o público infantil a partir dos 3 anos de idade. São cinco livros, onde cada um aborda um dos cinco sentidos do corpo humano. Os cincos livros que compõe a série são: Olhe! (visão), Ouça! (audição), Cheire! (olfato), Prove! (paladar) e Pegue! (tato).

O objetivo da coleção é “o desenvolvimento da criança por meio das brincadeiras e histórias lúdicas envolvendo pessoas, animais e objetos do mundo ao seu redor”. [fonte: site da editora, visitado em outubro de 2016]

Giselda Laporta Nicolelis: O amor não escolhe sexo (1997)

O amor não escolhe sexo é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1997 pela editora Moderna, com o título O amor não escolhe sexo.

Temas: Homossexualidade na adolescência. Preconceito. Discriminação. Temática GLS/LGBT

Sinopse:
Prepare-se! Esta história vai mexer com você! Com seus preconceitos, valores e medos. Existe o lado escuro da Lua: preconceitos e discriminações. Mas existe o lado iluminado pelo Sol - um jeito feliz de viver, com solidariedade e respeito, apesar das diferenças. Marco Aurélio e Gislaine; Cristiano e Tamires. Aparentemente dois casais de adolescentes apaixonados. Mas, até que ponto o amor resiste a pressões? Quando a preferência sexual se revela, como a pessoa reage para não sucumbir ao estigma? [fonte: contracapa da edição de 1997]