Capas dos livros da escritora inglesa Jojo Moyes, publicados no Brasil

[EM CONTRUÇÃO]

Jojo Moyes é uma escritora britânica nascida em 4 de agosto de 1969 na cidade de Londres, Inglaterra, onde passou sua infância e adolescência. Moyes é formada em Jornalismo e trabalhou durante dez anos como correspondente do jornal The Independent. Publicou seu primeiro livro, Sheltering Rain, em 2002 e desde então dedica-se integralmente à carreira de escritora. Atualmente, Jojo vive no condado inglês de Essex com seu marido e seus três filhos. 

Nota: As sinopses apresentadas abaixo foram retiradas de orelhas ou contracapas dos próprios livros, ou ainda dos sites das editoras Bertrand Brasil e Intrínseca.



Sheltering rain, Jojo Moyes
Capa da 1ª edição de Sheltering rain

Sheltering Rain (2002, Em busca de abrigo)

O primeiro romance de Jojo Moyes foi publicado na Inglaterra em abril de 2002 pela editora William Morrow com o título Sheltering rain (literal: Abrigando da chuva). No Brasil, ele chegou pouco tempo depois, em 2004, pela editora Bertrand Brasil (do grupo Record), com o título Em busca de abrigo, em tradução de Renato Motta. 

Em busca de abrigo, Jojo Moyes, Editora Bertrand Brasil
Em busca de abrigo
Jojo Moyes
Bertrand Brasil, 2004
Tradução de Renato Motta
Capa de Leonardo Carvalho
A narrativa do livro começa em Hong Kong no ano de 1953. Contra a sua vontade, a jovem Joy é levada a uma luxuosa festa onde os convidados - a comunidade dos expatriados britânicos do país - tentam ouvir a cerimônia de coroação da rainha Elisabeth II em um rádio antigo. Joy, entediada, acaba por beber vários drinques cor-de-rosa que à primeira vista pareciam inofensivos. Trôpega e enjoada, é acolhida por um oficial da marinha chamado Edward Ballantyne. A primeira reação da moça é pedir para que Edward se afaste. Porém, rapidamente, percebe que se sente extremamente confortável ao seu lado. Joy, de personalidade forte e com fama de anti-social, se dá conta de que está apaixonada. No dia seguinte, o casamento já tem data marcada. 

Em busca de abrigo, Jojo Moyes, Editora Bertrand Brasil
Em busca de abrigo
Jojo Moyes
Bertrand Brasil, junho de 2015
Tradução de Renato Motta
O livro dá um salto no tempo e anos depois lemos sobre Kate, a filha de Joy. Sem contato com sua mãe desde que fugiu de casa quando ainda jovem na zona rural da Irlanda, Kate fez um juramento de que seria sempre amiga de sua filha, Sabine. Mas a vida tem uma maneira engraçada de se repetir, e Kate vê um abismo crescente entre elas. Com Sabine às vésperas de fazer uma jornada de volta à Irlanda para ver sua avó e resgatar seu passado, Kate se pergunta como elas chegaram a essa situação e o que ela pode fazer para mãe e filha se reconectarem. Para Joy, ver sua neta é a realização de um sonho. Após uma dolorosa separação de sua filha Kate, ela aguarda ansiosamente a chegada de Sabine. Porém, logo após a chegada da neta, a conexão que ela esperava não acontece, diminuindo seu entusiasmo. E quando o impetuoso temperamento de Sabine força Joy a encarar fantasmas do passado, ela percebe que talvez seja a hora de fechar antigas feridas. A inesquecível história de três gerações de mulheres irlandesas frente às verdades fundamentais de amor, dever e o inquebrável elo que une mães e filhas.

Em junho de 2015, a editora Bertrand Brasil relançou o livro com uma nova capa.

Títulos em outros países: Retrato de família (Portugal), Regreso a Irlanda (Espanha), Foto di famiglia / Innamorarsi in un giorno di pioggia (Itália), Souis la pluie (França), Vihma varjus (Estônia).



Foreign fruit, Jojo Moyes
Capa da 1ª edição de Foreign fruit

Foreign fruit (2003, A casa das marés)

A casa da marés, Jojo Moyes, Editora Bertrand Brasil
A casa das marés
Jojo Moyes
Bertrand Brasil, 2007
Trad. Márcia Heloísa Amarante Gonçalves
O segundo romance de Jojo Moyes foi publicado na Inglaterra em janeiro de 2003 pela editora Hodder & Stoughton com o título Foreign fruit (literal: Fruta estrangeira). Foi publicado no Brasil em 2007 pela editora Bertrand Brasil, com o título A casa das marés, em tradução de Márcia Heloísa Amarante Gonçalves. O livro ganhou em 2004 o RNA Awards, prêmio inglês concedido pela The Romantic Novelist's Association.


A casa da marés, Jojo Moyes, Editora Bertrand Brasil
A casa das marés
Jojo Moyes
Bertrand Brasil, agosto de 2015
Trad. Maria Heloísa Amarante Gonçalves
O livro começa na década de 1950, na metódica cidade litorânea de Merham. Lottie Swift, acolhida durante a guerra e criada pela respeitável família Holden, ama viver ali, mas Celia, a filha legítima do casal, não vê a hora de ultrapassar as regras da cidade. Quando um excêntrico grupo de artistas se muda para uma velha mansão construída de frente para o mar, as meninas não resistem à tentação de se aproximarem deles. Mas o choque para os moradores de Merham é inevitável e acaba por desencadear uma série de acontecimentos que terão consequências trágicas e duradouras para todos. Quase cinquenta anos depois, no início do século 21, a mansão começa a ser restaurada, voltando à vida e, mais uma vez, trazendo à tona intensas emoções. E a magia que permeia a mansão faz com que os personagens confrontem suas lembranças e se perguntem: É possível deixar nosso passado para trás?

Assim como Em busca de abrigo, A casa das marés foi relançado em agosto de 2015 com nova capa pela editora Bertrand Brasil.


Títulos em outros países: Windfallen (Estados Unidos), La casa de las olas (Espanha), Arcadia Hotel (França), Das Haus der Wiederkehr (Alemanha), Verboden vruchten (Holanda), Moln över arcadia (Suécia), Tiltott gyümölcs (Hungria), Вилла "Аркадия" (Rússia), Sommeren jeg mødte dig (Dinamarca).





The Peacock Emporiom, Jojo Moyes
Capa da 1ª edição de The Peacock Emporium


The Peacock Emporium (2004)

O terceiro romance de Jojo Moyes foi publicado na Inglaterra em julho de 2004 pela editora Hodder & Stoughton com o título The Peacock Emporium (literal: O empório Pavão). Esse título ainda não foi lançado no Brasil.

Título em outro país: El bazar de los sueños (Espanha).





The ship of brides, Jojo Moyes
Capa da 1ª edição de The ship of brides


The ship of brides (2005, O navio das noivas)

Em junho de 2005, Jojo Moyes publicou seu quarto romance na Inglaterra com o título The ship of brides (literal: O navio das noivas), pela editora Hodder & Stoughton. No Brasil, o livro será publicado no dia 25 de julho de 2016 (está em pré-venda em livrarias virtuais) com o título O navio das noivas, pela editora Intrínseca, em tradução de Flávia Rössler.


O navio das noivas, Jojo Moyes, Editora Intrínseca
O navio das noivas
Jojo Moyes
Intrínseca, julho de 2016
Tradução de Flávia Rössler
A história se passa na Austrália de 1946, logo após o término da Segunda Guerra Mundial. É o momento de retomar a vida e apostar novamente no amor. Mais de seiscentas mulheres embarcam em um navio para encontrar os soldados ingleses com quem se casaram durante o conflito. Em Sydney, quatro mulheres com personalidades fortes partem em uma extraordinária viagem a bordo do HMS Victoria, um porta-aviões que as levará, junto de outras noivas, armas, aeronaves e mil oficiais da Marinha, até a distante Inglaterra. As regras no navio são rígidas, mas o destino que reuniu todos ali, homens e mulheres atravessando mares, será implacável ao entrelaçar e modificar para sempre suas vidas. Com personagens únicas e uma narrativa tocante, Jojo Moyes conta uma história inesquecível que captura perfeitamente o espírito romântico e de aventura desse período da História, destacando a bravura de inúmeras mulheres que arriscaram tudo em busca de um sonho. O navio das noivas foi inspirado na história da avó da autora, que fez a mesma travessia relatada no romance para reencontrar o marido no período pós-guerra, e cada capítulo traz citações não ficcionais de esposas e oficiais que viajaram nesses navios.


Títulos em outros países: The ship of brides (Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália), El viaje de las novias (Espanha), Les fiancées du Pacifique (França), Über uns der Himmel, unter uns das Meer (Alemanha), Zee van verlangen (Holanda), Brudskeppet (Suécia), Brudeskibet (Dinamarca), Over havet (Noruega), Корабль невест (Rússia), Корабът с булките (Bulgária).





Silver Bay, Jojo Moyes
Capa da 1ª edição de Silver Bay


Silver Bay (2007, Baía da Esperança)

O quinto romance de Jojo Moyes, Silver Bay (literal: Baía Prata), foi publicado pela editora Hodder & Stoughton em 2007, na Inglaterra. A editora Bertrand Brasil o publicou em 2010 no Brasil com o título de Baía da Esperança, em tradução de Alda Porto.


Baía da Esperança, Jojo Moyes, Editora Bertrand Brasil
Baía da Esperança
Jojo Moyes
Bertrand Brasil, 2010
Tradução de Alda Porto
Baía da Esperança, Jojo Moyes, Editora Bertrand Brasil
Baía da Esperança
Jojo Moyes
Bertrand Brasil, setembro de 2015
Tradução de Alda Porto
Na narrativa do livro, Liza nunca conseguiu fugir do passado. Mas nas praias paradisíacas da encantadora comunidade de Silver Bay, nas Austrália, ela ao menos encontrou a liberdade e a segurança que procurava se não para ela, para sua filha pequena, Hannah. Seis anos depois de ter saído da Inglaterra, a melancólica e reservada Liza McCullen é responsável por um barco de observação de baleias e golfinhos em Silver Bay, onde também administra com a tia, Kathleen, o Hotel Baía da Esperança, que já viu dias melhores. Quando Mike Dormer parte de Londres para a pequena cidade litorânea da Austrália, a fim de impulsionar a construção de um resort de luxo, vislumbra apenas mais um contrato milionário que lhe permita subir outro degrau da escada empresarial. Enquanto sua noiva, em Londres, finaliza os planos do casamento, Mike, hospedado no hotel de Liza, tem de conseguir a licença para a construção do empreendimento. Mas quando a megaconstrução começa a ganhar vida, e se revelam o profundo impacto na fauna local e as consequências drásticas na vida dos moradores, os mundos de Liza e Mike se chocam de forma irremedíavel e eles precisam encarar os próprios medos para salvar o que amam. Liza guarda um grande segredo e correrá perigo caso precise se mudar dali. E Mike se vê obrigado a responder à pergunta que paira sobre Silver Bay: até onde se pode chegar, antes de acabar por destruir o que se ama?
Baía da Esperança, Jojo Moyes, Editora Intrínseca
Baía da Esperança
Jojo Moyes
Intrínseca, abril de 2016
Tradução de Vera Ribeiro
Ilustração da capa de Sarah Gibb
Adaptação da capa por Julio Moreira

Em setembro de 2015, a editora Bertrand Brasil relançou o livro com uma nova capa. A partir de abril de 2016, o livro passou a ser publicado no Brasil pela editora Intrínseca, em tradução de Vera Ribeiro, mantendo o título Baía da Esperança.


Títulos em outros países: Silver Bay (Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Canadá, Itália), Silver Bay - A baía do desejo (Portugal), La baie des baleines (França), Dem Himmel so nah (Alemanha), Hvalernes sang (Dinamarca), Серебристая бухта (Rússia), Walvisbaai (Holanda), Srebrna Zatoka (Polônia), Sidabrinė įlanka (Lituânia), Strieborný záliv (Eslováquia), Stříbrná zátoka (República Tcheca). 










Capa da 1ª edição de Night music

Night music (2008)

Night music (literal: Noite de música) é o sexto romance de Jojo Moyes, publicado pela editora inglesa Hodder & Stoughton em julho de 2008. O livro ainda não foi lançado no Brasil.

O romance traz a história de Isabel Delancey, uma mulher frágil, que vivia em seu mundinho musical, já que era violinista numa orquestra sinfônica. A única coisa que a prendia à realidade era o amor que sentia por Laurent, o seu marido. Quando este morre num brutal acidente, Isabel vê-se obrigada a confrontar-se com a terrível situação financeira em que o marido deixou a família e a assumir o papel de mãe que sempre tinha sido desempenhado por uma babá.


Títulos em outros países: Night music (Estados Unidos, Reino Unido), Um violino na noite (Portugal), Musica nocturna (Espanha), Ночная музыка (Rússia), Nachtmuziek (Holanda), Toner i natten (Dinamarca).


Nenhum comentário:

Postar um comentário