Pedro Bandeira: Pântano de sangue (1987)

COMPRE
Pântano de sangue é uma novela policial do escritor brasileiro Pedro Bandeira, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1987 pela editora Moderna. 

Subtítulo: Uma aventura com os Karas (1991-1994); Mais uma aventura com os Karas! (1995-2008); Mais uma aventura dos Karas! (2009-atual).

Série: Os Karas (6 títulos) = A droga da obediência (1984), Pântano de sangue (1987), Anjo da morte (1988), A droga do amor (1993), Droga de americana! (1999), A droga da amizade (2014).

Sinopse: O crime organizado ronda o Pantanal! Miguel, Crânio, Calú, Magrí e Chumbinho envolvem-se com o crime organizado que está agindo no Pantanal de Mato Grosso, liderado pelo misterioso Ente. Em um enredo fascinante, repleto de suspense do começo ao fim, discute-se a dramática destruição dos jacarés, dos índios e da natureza em um dos últimos lugares do mundo que ainda poderia ser chamado de Paraíso Terrestre. Crânio, o geninho dos Karas, é quem terá de arrastar os amigos em sua mais perigosa missão! Esse é mais um trabalho para os Karas: o avesso dos coroas, o contrário dos caretas! [fonte: contracapa]


Pedro Bandeira: A droga da obediência (1984)

A droga da obediência. Pedro Bandeira. Série Os Karas. Editora Moderna. Coleção Biblioteca Pedro Bandeira. Hector Gómez. Ricardo Postacchini. Capa de Livro. Book Cover. 2014.
COMPRE
A droga da obediência é uma novela policial do escritor brasileiro Pedro Bandeira, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em agosto de 1984 pela editora Moderna. A partir de 1992, o livro passou a ser publicado, na folha de rosto, com o seguinte subtítulo: A primeira aventura dos Karas.

Sinopse: Uma turma de adolescentes enfrenta o mais diabólico dos crimes! Num clima de muito mistério e suspense, cinco estudantes - os Karas - enfrentam uma macabra trama internacional: o sinistro Doutor Q.I. pretende subjugar a humanidade aos seus desígnios, aplicando na juventude uma perigosa droga! E essa droga já está sendo experimentada em alunos dos melhores colégios de São Paulo. Esse é um trabalho para os Karas: o avesso dos coroas, o contrário dos caretas! [fonte: contracapa da edição de 2009]

Série: O livro é o primeiro de uma série de 6 títulos chamada Os Karas. A série narra as aventuras de cinco estudantes (Miguel, Crânio, Calú, Magrí e Chumbinho) do fictício Colégio Elite, na cidade de São Paulo, que vivem bancando os detetives e, consequentemente, se metendo em apuros. Os seis volumes que compõe a série são: A droga da obediência (1984), Pântano de sangue (1987), Anjo das morte (1988), A droga do amor (1994), Droga de americana! (1999) e A droga da amizade (2014). Antes de Droga de americana!, Pedro Bandeira chegou a escrever um outro livro da série, A droga virtual, mas na época do lançamento desistiu do projeto. Segundo ele, "A droga virtual foi um projeto que teve de ser abandonado, pois pretendia basear-se em informática e, como esse ramo é dinâmico demais, meu livro ficou obsoleto antes de ser impresso." [fonte: blog Varanda, visitado em novembro de 2016]

Antologia de Contos: De conto em conto (2002)

De conto em conto é uma antologia de doze contos de vários escritores brasileiros, direcionados para o público juvenil e publicado pela editora Ática em 2002.

SinopseHistórias pequenas no tamanho, mas enormes na emoção. Assim são os contos deste livro. São doze preciosidades de diferentes autores que vão lhe revelar todo tipo de sentimento: do riso frouxo até a tristeza mais doída. [fonte: site da editora, visitado em janeiro de 2004]

Os autores dessa coletânea são: Antônio de Alcântara Machado, Artur Azevedo, Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino, Ivan Angelo, Lima Barreto, Luiz Vilela, Lygia Fagundes Telles, Machado de Assis, Marcos Rey, Pedro Bandeira e Wander Piroli.

Especial: Capas dos livros da Coleção Rocambole, da Editora Brasiliense - Adaptações de histórias infantis de Monteiro Lobato

Logo da coleção
Rocambole: Aventura de Viver foi uma coleção publicada pela editora Brasiliense em 1991 que traziam fragmentos selecionados de três livros infantis de Monteiro Lobato: Reinações de Narizinho, O saci e Caçadas de Pedrinho

O público alvo eram crianças em processo de alfabetização, permitindo assim que elas fossem apresentadas ao universo lobatiano através de livros curtos (em média 20 páginas) e ricamente ilustrados por Moacir Rodrigues (os fragmentos de Reinações de Narizinho e O saci) e Paulo Von Poser (os fragmentos de Caçadas de Pedrinho, que são os três últimos títulos). O catálogo da coleção foi formado com 12 títulos e continuou sendo editado pela Brasiliense até 2005.

Os títulos da coleção foram: Narizinho arrebitado, A pílula falante, As jabuticabas, O Sítio do Picapau Amarelo, Pedrinho e o saci, O nascimento do Visconde, O casamento da Emília, A visita do Príncipe, Miss Sardine, E era onça mesmo!, Assembleia na mata e Os espiões da Emília.

Especial: Capas dos livros infantis de Monteiro Lobato nas décadas de 1950 e 1960

Em 27 de junho de 1945, o escritor taubateano Monteiro Lobato (1882-1948) assinou contrato com a Editora Brasiliense para a edição de suas Obras Completas. Até então, seus livros estavam sendo publicados pela Companhia Editora Nacional. A partir de então, Lobato passou a revisar sua obra. Em 1947 foi lançado a 1ª Série, Literatura Geral, que trazia sua obra para o público adulto em 13 volumes. Em 1948, chegou ao público a 2ª Série, Literatura Infantil, em 17 volumes. Foram editados em capa dura, e na maioria dos volumes, com dois títulos cada.

A partir de 1949, a editora Brasiliense, em paralelo com o lançamento das edições da Obras Completas, passou a editar os livros infantis de Monteiro Lobato em volumes individuais, em capa dura e ilustrada.

Antonio Carlos Neves: Tem um ET na minha TV (1996)

Tem um ET na minha TV é uma novela do escritor brasileiro Antonio Carlos Neves, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1996 pela editora Formato.

Sinopse: André e Amanda, Feijão e Rolha-de-Poço moram em Nova Almeida, no Espírito Santo, e se envolvem numa estranha e perigosa aventura a partir do momento em que um extraterrestre começa a aparecer nas telas de suas televisões. Após uma série de aparições repentinas e rápidas, o ET finalmente consegue fazer contato e pede ajuda às crianças para combater o terrível Azmanur, criminoso intergalático que viera para a Terra... [Fonte: site Skoob, visitado em novembro de 2016]

Giselda Laporta Nicolelis: Rumo à liberdade (1981)

Rumo à liberdade é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1981 pela editora Moderna.

Sinopse: O doloroso momento de deixar quem se ama. A amizade entre um garoto e um pássaro até a hora da separação. Um amigo pode abandonar o outro? Tem esse direito? Amizade é posse? Um filho pode abandonar a casa onde nasceu? [fonte: contracapa, edição de 1988] Luís é um garoto solitário que vive com a mãe e o avô; seu pai morreu muito cedo, e, por esse motivo, ele se sente diferente dos outros colegas. O avô, querendo alegrar o neto, dá a ele de presente um filhote de Vira - pássaro preto, muito comum no interior, conseguido por intermédio de seu amigo fazendeiro. Através desse inusitado animal de estimação, Luís irá descobrir o valor da amizade e também se conscientizar de que amar ou ser amigo de alguém não significa restringir a liberdade do outro. Isso irá amadurecê-lo e mesmo influenciar seu futuro: depois de formado, decide ir clinicar numa cidadezinha que precisa urgentemente de médico - oportunidade única para pôr em prática seus ideais de vida. [fonte: contracapa, edição de 2003]

Giselda Laporta Nicolelis: O resgate da esperança (1994)

O resgate da esperança é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis (1938-), direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1994 pela editora Scipione.

SinopseUm povo indígena vive em tranquilidade até a chegada do homem branco, que traz os vícios da civilização. Morrem muitos índios. Com falta de perspectivas, os mais velhos decidem que as mulheres devem parar de ter filhos, a fim de que, aos poucos, a raça desapareça. No entanto, uma jovem índia grávida resolve ter seu filho. Depois de vagar pela mata, ela e o marido encontram um agrupamento de brancos indigenistas preocupados com a extinção dos índios. (contracapa, edição de 1999)

Giselda Laporta Nicolelis: Em busca do pai (1996)

Em busca do pai é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1996 pela editora Moderna.

SinopseTalvez, pior que ter um futuro incerto, seja ter um passado obscuro. Pobre Cris! Estudante humilde, sem pai, mãe costureira, ela tem de lutar por um futuro melhor. Não há muita expectativa até descobrir que seu pai está vivo e, além de tudo, é rico e poderoso. A partir daí, você vai descobrir que a justiça existe e que a esperança nunca deve ser perdida. [fonte: contracapa, edição de 1996]

Missionários Redentoristas: Fé e Vida

Capa de 2010
Fé e Vida é um livrinho de 96 páginas publicado no Brasil desde 1975 pelos Missionários Redentoristas, através da editora Santuário. Ele traz um resumo das principais crenças da Igreja Católica Apostólica Romana, apresentando orações e cânticos religiosos, muito utilizado pelos catequistas nas décadas de 1980 e 1990.

Sobre o livro, pode-se ler no site da editora Santuário: "Palavras de Deus que poderão orientar sua vida e ajudá-lo a responder muitas perguntas que estão dentro de você. Traz um resumo das verdades que devemos crer, viver e ensinar aos outros. É uma espécie de manual de catequese, compondo-se dos principais temas da nossa fé e das orações de todos os dias." [fonte: site da editora, visitado em novembro de 2016]

O livro é dividido nas sessões: Temas Missionários, Orações, Celebrações, Roteiro para reuniões de Evangelização e Cânticos (para as missões, a Nossa Senhora e da Missãozinha).

Giselda Laporta Nicolelis: O milagre de cada dia (1989)

O milagre de cada dia é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1989 pela editora Scipione.

Sinopse: José e Eunice enfrentaram grandes dificuldades para criar seu filho único, Jesus. O menino cresceu e se transformou num bonito adolescente. Trabalhava durante o dia e estudava à noite. Quando seu pai adoeceu e ficou impossibilitado de trabalhar, Jesus se ofereceu para doar-lhe um rim. A operação foi bem-sucedida, mas um dia, ao voltar da aula, o rapaz foi atingido por uma bala perdida e ficou em coma.  [fonte: Skoob, visitado em outubro de 2016]

Eico Suzuki (escritora brasileira, 1936-2012)

Eico Suzuki. Escritora brasileira.
fonte: GESHECLAM UFPR
Lista dos livros (bibliografia) da escritora Eico Suzuki.

Nome: Eico Suzuki
Data de Nascimento: 28 de junho de 1936
Local de Nascimento: São Paulo, São Paulo, Brasil
Data de Falecimento: novembro de 2012 (76 anos)
Local de Falecimento: Guarulhos, São Paulo, Brasil
Pseudônimo: Eico Suzuki
Gênero: Ficção Científica, Ensaios, Contos Infantis e Juvenis, Contos Fantásticos, Memórias, Autobiografias.




Lista dos livros publicados de Eico Suzuki (18 títulos):

Desafio ao imortal (1970, contos)
Dick - Aventuras de um cão dinamarquês (1972, romance infantil)
Nô - Teatro Clássico Japonês (1977, ensaio sobre o gênero teatral Nô)
Literatura Japonesa 712-1868 (1979, crítica literária)
O pai da educação integral e o universo do judô (1986, biografia de Jigoro Kano, criador do judô Kòdòkan)
Recordações de papai (1988, memórias sobre seu pai: Takeshi Suzuki)
A verdade final (1993, contos juvenis)
Meu mestre e eu - Memórias de uma faixa preta (1993, crônicas/autobiografia/biografia de mestre Seisetsu Fukaya)
Nô - Teatro Clássico Japonês 2 (1993, ensaio sobre o gênero teatral Nô)
Recordações de mamãe (1994, memórias sobre sua mãe: Chizu Takeshi)
Arminho - Aventuras de um gato persa (1994, novela juvenil)
Carijozinho Faixa-Preta (1995, novela infantil)
Nô - Teatro Clássico Japonês 3 (1995, ensaio sobre o gênero teatral Nô)
Nô - Teatro Clássico Japonês 4 (1996, ensaio sobre o gênero teatral Nô)
Os terceiros planetas (1995, contos juvenis)
A pedra do gênio (1996, teatro)
Letras & Artes (1997, crítica literária) [co-autores: Benedicto Luz e Silva e Lia Campos Ferreira]
Nátsume Sôsseki: O homem que merecia o Prêmio Nobel (1997, biografia: Nátsume Sôsseki)

Lista de antologias que Eico Suzuki participou (10 títulos):

Em revista - Volume 5 (1978, conto)
Em revista - Volume 6 (1978, conto)
Roda mágica (1978, organização e conto infantil)
Vamos ler (1980, conto juvenil: Titio)
Em revista - Volume 15 (1983, conto)
O mundo é da criança (1988, conto infantil)
Todos por um (1983, conto juvenil: Os terceiros planetas)
Mundo colorido (1991, conto infantil)
De quatro ventos (1993, artigo: Uma entrevista com meu pai através do seu livro Japão)
Pioneiras (1995, artigo: Ficção e realidade da poeta maior) 

Artigos em jornais ou revistas escritos por Eico Suzuki (3 artigos): 

Os samurais no cinema - Parte 1 (revista Anhembi, Nº 138, maio de 1962)
Os samurais no cinema - Parte 2 (revista Anhembi, Nº 139, junho de 1962)
Tipos humanos do cinema japonês (revista Anhembi, Nº 144, novembro de 1962)

Capas/livros ilustrados por Eico Suzuki (3 títulos):

Coruja Lelé (Giselda Laporta Nicolelis, Editora do Escritor, Coleção Infanto-Juvenil Nº 3, ilustrações internas)
Nô - Teatro Clássico Japonês - Volume 2 (Eico Suzuki, Editora do Escritor, Coleção Ensaio, 1993, ilustrações da capa internas)
O pai da educação e O universo do judô (Eico Suzuki, Editora do Escritor, Coleção Ensaio Nº 17, 1986, ilustração da capa)

Sobre a autora:
Filha do casal japonês Takeshi Suzuki (1908-1987) e Chizu Suzuki, Eico Suzuki foi formada em Arquitetura pela Universidade Mackenzie (1959), em São Paulo-SP. Praticante de judô desde os 22 anos e treinada pelo mestre Seisetsu Fukaya (1913-1983), a escritora foi a primeira mulher na América do Sul a conquistar, em 15 de fevereiro de 1963, a faixa preta (shodan) em judô. Na adolescência, Eico escreveu pequenos contos publicados em jornais locais e antologias. Seu primeiro livro, Desafio ao imortal (contos), foi publicado em 1970.

Livros da autora lidos pelo blogueiro (0): Nenhum.

Giselda Laporta Nicolelis: Coruja Lelé (1974)

Coruja Lelé é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público infantil e publicado originalmente no Brasil em 1974 pela editora Editora do Escritor, dentro da coleção Infanto-Juvenil da editora, com o título Coruja Lelé.

Foi o primeiro livro publicado de Giselda, depois de algumas participações da autora em antologias infantis da mesma editora. Essa foi a única edição do livro publicado no Brasil. A capa foi criada por Luz e Silva, enquanto as ilustrações internas foram desenhadas por Eico Suzuki.

Giselda Laporta Nicolelis: O caminho de Ísis (1992)

O caminho de Ísis. Giselda Laporta Nicolelis, Editora Lê. Coleção Mistérios e Magia. Nova Era. Virgílio Veloso. Marcos Lourenço. Walid Malek. Capas de Livros. Book Cover. 1992.
O caminho de Ísis é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1992 pela editora Lê, com o título O caminho de Ísis.

Temas: Adolescência. Vestibular. Faculdade. Alcançar os sonhos. Boas ações. Honestidade. Discriminação. Mitologia egípcia. Olho de Hórus. Mediunidade. Dons paranormais. Temática do movimento Nova Era.  

Sinopse: Ísis, uma adolescente como tantas, recebe um estranho presente: a reprodução de um talismã, o olho do falcão. Este é o começo de sua caminhada, uma iniciação que implica em várias e sucessivas provas. Uma história que nos remete aos segredos e às tradições do antigo Egito. Paralelamente a seu trajeto oculto, Ísis vai crescendo, tornando-se adulta, desvendando os diversos motivos de uma vida. [fonte: contracapa do livro]

Coleção Mistérios e Magia (Editora Lê)

Listas dos livros (bibliografia) do catálogo da Coleção Mistérios e Magia (Editora Lê).

Mistérios e Magia é uma coleção de livros juvenis de escritores brasileiros publicados pela editora Lê, de Belo Horizonte-MG, entre 1992 e 1996. Os títulos inéditos foram publicados inicialmente em 1992 e 1993, mas editora continuou lançando novas edições do título na coleção até 1996. O foco da coleção são novelas juvenis com temática esotérica, diretamente ligados ao movimento Nova Era (New Age).


Giselda Laporta Nicolelis: série Nossos 5 Amigos: Os sentidos! (2008) (Olhe! Ouça! Cheire! Prove! Pegue!)

Giselda Laporta Nicolelis. Nossos 5 Amigos: Os sentidos! Olhe! Ouça! Cheire! Prove! Pegue! Box de Livros. Caixa de Livros. Editora Porto de Ideias. 2008.
Box da coleção com os cinco livros
A série Nossos 5 Amigos: Os sentidos! é uma coleção de pequenos livros escritos por Giselda Laporta Nicolelis para o público infantil a partir dos 3 anos de idade. São cinco livros, onde cada um aborda um dos cinco sentidos do corpo humano. Os cincos livros que compõe a série são: Olhe! (visão), Ouça! (audição), Cheire! (olfato), Prove! (paladar) e Pegue! (tato).

O objetivo da coleção é “o desenvolvimento da criança por meio das brincadeiras e histórias lúdicas envolvendo pessoas, animais e objetos do mundo ao seu redor”. [fonte: site da editora, visitado em outubro de 2016]

Giselda Laporta Nicolelis: O amor não escolhe sexo (1997)

O amor não escolhe sexo é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público juvenil e publicado originalmente no Brasil em 1997 pela editora Moderna, com o título O amor não escolhe sexo.

Temas: Homossexualidade na adolescência. Preconceito. Discriminação. Temática GLS/LGBT

Sinopse:
Prepare-se! Esta história vai mexer com você! Com seus preconceitos, valores e medos. Existe o lado escuro da Lua: preconceitos e discriminações. Mas existe o lado iluminado pelo Sol - um jeito feliz de viver, com solidariedade e respeito, apesar das diferenças. Marco Aurélio e Gislaine; Cristiano e Tamires. Aparentemente dois casais de adolescentes apaixonados. Mas, até que ponto o amor resiste a pressões? Quando a preferência sexual se revela, como a pessoa reage para não sucumbir ao estigma? [fonte: contracapa da edição de 1997]

Giselda Laporta Nicolelis: Aventuras de Buscapé (1983)

Aventuras de Buscapé é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público infantil e publicado originalmente no Brasil em 1983 pela editora Moderna, com o título Aventuras de Buscapé. O livro é a sequência de Um dono para Buscapé (1980).

Temas: Animal de estimação. Cães. Circo. Animal amestrado. Meio ambiente.

Sinopse: Depois de Um dono para Buscapé, a personagem volta com a corda toda! Desta vez metendo-se nas maiores trapalhadas, criando os maiores desencontros e provocando uma avalanche de risos! [fonte: contracapa da edição de 1990]


Coleção Girassol (Editora Moderna)

Listas dos livros (bibliografia) do catálogo da Coleção Girassol (Editora Moderna).

Girassol é uma coleção de livros infantis de escritores brasileiros publicados pela editora Moderna desde 1983. 


Autores na coleção: Giselda Laporta Nicolelis







Catálogo da Coleção Girassol:
[classificado por ordem alfabética]
[os anos referem-se a quando o livro foi colocado no catálogo da coleção]
[lista incompleta, em processo de levantamento dos títulos]

Aventuras de Buscapé (Giselda Laporta Nicolelis, 1983)
Um dono para Buscapé (Giselda Laporta Nicolelis, 1983)

Giselda Laporta Nicolelis: Os guerreiros do tempo (1994)

Os guerreiros do tempo é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público adolescente e publicado originalmente no Brasil em 1994 pela editora Moderna, com o título Os guerreiros do tempo

Temas: AIDS. Preconceito. Apoio familiar. Relacionamento pais e filhos. AIDS na adolescência. Saúde.

Sinopse: Bianca conhece Lauro numa festa e se apaixona por ele. Correspondida, iniciam  o namoro. Tudo aparentemente perfeito. Certo dia, Lauro desaparece sem dar explicação. De repente, um médico, parente do rapaz, liga para Bianca, solicitando sua presença e de alguém da família, no seu consultório. Lá, recebe a terrível notícia de que Lauro é soropositivo - um portador ainda assintomático do vírus HIV, causador da Aids. Por ter mantido relações sexuais com o namorado, sem usar preservativo, Bianca também pode estar infectada. Necessita, com urgência, fazer um teste sorológico para tirar essa dúvida. O resultado do exame só vem confirmar a cruel realidade. Bianca - envolvida pela sua paixão adolescente na trajetória de Lauro - se tornará, agora, Arantxa, a guerreira do tempo... na sua luta sem trégua contra a Aids e contra o preconceito. [fonte: contracapa da edição de 2003] Viver é lutar! Lutar é viver! Lutar e viver sempre, porque o tempo, da mesma forma que o amor, é infinito enquanto dura! Talvez tenha sido por causa do amor. Do amor que nasce, floresce e morre de repente batido pela vida. Bem que podia ser por causa do Lauro, afinal! Ou quem sabe seria só o destino, um descuido, uma fatalidade? Talvez a causa mesmo fosse o vírus da aids, que polui o sangue e o carinho, e contra o qual só se pode prevenir. Não importa a razão, o fato é que Bianca morreu. Teria mesmo morrido? O espelho não mostrava sua imagem, mas refletia Arantxa. E Arantxa era maior que a morte. Era a guerreira do tempo. [fonte: contracapa da edição de 1994]


Coleção Veredas (Editora Moderna)

Veredas é uma coleção de livros juvenis de escritores brasileiros publicados pela editora Moderna desde 1983. Ela é "constituída de uma variedade de gêneros e tipos de texto, como poemas, contos, crônicas, novelas e romances. Há histórias de amor, suspense, mistério, aventura, humor, relações familiares, do mundo do além, de terror e ficção científica" [fonte: site da coleção].



Giselda Laporta Nicolelis: Sempre haverá um amanhã (1989)

Sempre haverá um amanhã é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público adolescente e publicado originalmente no Brasil em 1989 pela editora Moderna, com o título Sempre haverá um amanhã.

Temas: Criança deficiente mental. Família com criança excepcional. Bullying. Saúde. Pluralidade cultural. Preconceito. Diferenças. Ética. 

Sinopse: Daniel e Samanta têm dois filhos. Quando chega Mahara, a filha tão esperada, ele principalmente não se contém de tanta alegria. A menina parece saudável e linda. Apenas demorou um pouco para chorar ao nascer. Aos poucos, porém, a família percebe que Mahara é diferente dos outros bebês: é tranquila demais, não tem a curiosidade normal de uma criança. Sem falar na parte motora: aos dois anos de idade, ela ainda não anda. Após vários exames, vem o diagnóstico: Mahara tem retardo mental. Resta a Daniel e Samanta encarar a realidade – ao mesmo tempo que iniciam uma luta sem trégua para que Mahara, embora diferente da maioria, seja autossuficiente e tenha garantidos seus direitos de cidadã. [fonte: contracapa da edição de 2003]

Giselda Laporta Nicolelis: Pássaro contra a vidraça (1992)

Pássaro contra a vidraça é uma novela da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, direcionado ao público adolescente e publicado originalmente no Brasil em 1992 pela editora Moderna, com o título Pássaro contra a vidraça.

Temas: Dependência química. Delinquência juvenil. Abandono dos pais. Adolescência. Drogas. Escola e estudo. Relacionamentos familiares. Maconha. Cocaína. Solidão. Morte. Solidão. Ética. Saúde.

Sinopse: Igor tinha quase tudo. Pais ricos, status, mesada, o melhor colégio... Faltava-lhe, porém, o principal: amor. E ele saiu em busca de algo que preenchesse aquele imenso vazio, mas escolheu um caminho perigoso. No começo, tudo era euforia, paz e leveza. Mas logo Igor percebeu que tinha chegado ao fundo do poço. Depois da fantasia vinha o desespero, e o passo seguinte poderia significar a morte. Como se livrar do pesadelo? [fonte: contracapa da edição de 1992]


Capa da antologia Assassinos à mesa do jantar, da editora Francisco Alves

Assassinos à mesa do jantar. Antologia de Contos. Stanley Ellin. Ruth Rendell. Paul Gallico. Gaston Leroux. Patricia Highsmith. P. D. James. August Derleth. Alexander Pushkin. G. B. Stern. Agatha Christie. H. C. Bailey. Nicholas Blake. Michael Gilbert. Georges Simenon. Rex Stout. Roald Dahl. Editora Francisco Alves. Luísa Ibañez. Peter Haining. Mistério. Suspense. Policial. Murder on the menu.
Assassinos à mesa do jantar é uma antologia de contos de suspense e mistério, onde os crimes narrados pelos autores ocorrem durante refeições. A antologia de 27 contos, organizada e introduzida pelo jornalista e escritor inglês Peter Haining (1940-2007), reúne grandes nomes da literatura mundial. O livro foi publicado originalmente em 1991 na Inglaterra pela editora Souvenir com o título Murder on the menu (subtítulo: Cordon bleu stories of crime and mystery). No Brasil, o livro foi publicado em 1995 pela editora Francisco Alves, trazendo 16 dos 27 contos originais, ou seja, 11 contos a menos. A tradução foi realizada por Luísa Ibañez. 

Sobre o livro, lemos: "Assassinos à mesa do jantar é uma coletânea de histórias curtas dos maiores chefs do crime, onde comida e morte se misturam criando uma verdadeira receita para o assassinato. Ruth Rendell, Patricia Highsmith, Nicholas Blake, Agatha Christie, P.D. James, e Georges Simenon são apenas alguns dos nomes apresentados em uma antologia, cujo frisson advém da combinação das descrições de deliciosas elaborações e do medo que pode resultar da primeira garfada irrefletida." [fonte: site da Livraria Saraiva, setembro de 2016] 

Títulos do livro em outros países: Murder on the menu (Inglaterra, Estados Unidos), El festín de los asesinos (Espanha, México), Murha á la carte (Finlândia), เมนูมรณะ (Tailândia).

Capa da antologia Sherlock Holmes: Aventuras secretas, da editora Draco

Sherlock Holmes: Aventuras Secretas. Antologia de Contos Policiais e de Mistério. Editora Draco. Carlos Orsi. Marcelo A. Galvão. Octavio Aragão. Cirilo S. Lemos. Romeu Martins. Alexandre Mandarino. Rosana Rios. Lúcio Manfredi. Erick Sama. Arthur Conan Doyle.
Sherlock Holmes: Aventuras secretas é uma antologia de contos policiais e de mistério, inéditos e escritos por vários escritores brasileiros, com o clássico personagem Sherlock Holmes, criado pelo escritor escocês Arthur Conan Doyle (1859-1930) no século XIX. A antologia foi publicada pela editora Draco em julho de 2012 e continua em catálogo. O livro foi organizado por Carlos Orsi e Marcelo A. Galvão e contém contos escritos por Octavio Aragão, Marcelo A. Galvão, Carlos Orsi, Cirilo S. Lemos, Romeu Martins, Alexandre Mandarino, Rosana Rios e Lúcio Manfredi.

Sobre o livro, lemos no site da editora: "Em Sherlock Holmes – Aventuras Secretas, o maior detetive de todos os tempos retorna para desvendar novos casos, trazidos por um seleto time de autores brasileiros. Com organização e contos de Carlos Orsi e Marcelo A. Galvão, também participam dessa homenagem ao gênero policial Octavio Aragão, Alexandre Mandarino, Rosana Rios, Lucio Manfredi, Romeu Martins e Cirilo S. Lemos. Obra máxima de Sir Arthur Conan Doyle, Sherlock Holmes é um dos mais duradouros ícones culturais de todos os tempos. Recentemente reinventado no cinema e na televisão, e sempre celebrado na literatura, continua a encantar com seu delicado equilíbrio entre racionalidade pura, personalidade única e energia explosiva. É nesse espírito de reinvenção, mais do que de resgate — pois quando foi que Holmes precisou ser resgatado? — que chega essa antologia. Nela saberemos o que teria acontecido se Holmes e Watson nunca tivessem se encontrado, qual foi a herança que Edgar Alan Poe deixou para Doyle e como a história foi reescrita pelos poderosos para apagar a memória de algumas das maiores aventuras já vividas." [fonte: site da editora, em setembro de 2016)

Os oitos contos que compõe a antologia são:
1.       A aventura do americano audaz um relato póstumo de John H. Watson, MD. (por Octavio Aragão)
2.       Das reminiscências do Dr. Ormond Sacker, clínico geral (por Marcelo A. Galvão)
3.       A aventura do falso Dr. Watson (por Carlos Orsi)
4.       O caso do detetive morto (por Cirilo S. Lemos)
5.       O caso do desconhecido íntimo (por Romeu Martins)
6.       A aventura do Penhasco dos Suicidas (por Alexandre Mandarino)
7.       Um estudo em azul – Rosana Rios
8.       O punhal adamantino do vazio – Lúcio Manfredi

A introdução do livro, O grande jogo, foi escrita por Carlos Corsi. A capa foi criada por Ericksama (Erick Sama).

Capas do livro Molecagem, de Luiz Claudio Cardoso

Molecagem é um livro do escritor brasileiro Luiz Claudio Cardoso, direcionado para o público infantojuvenil, publicado originalmente em 1988.

Pedrinho é o menor de uma turma de quatro garotos. Com idades entre 13 e 17 anos, eles decidem, numa tarde de chuva e tédio, fazer uma molecagem - furtar o toca-fitas de um carro, o Monza da "mulher das plásticas", com quem todos antipatizara. Ameaçado de demissão, o garagista começa uma investigação na tentativa de descobrir os culpados. [fonte: contracapa da edição de 1997]

Capas dos livros da Série Diálogo da Editora Scipione (1º Projeto Gráfico/Layout, 1997-2001)

[EM CONSTRUÇÃO]


A Série Diálogo é uma coleção de livros infantojuvenis de escritores brasileiros publicados pela editora Scipione desde 1997. O projeto gráfico/layout da coleção mudou duas vezes, em 2002 e em 2011.

Prosposta: "A Série Diálogo oferece aos jovens leitores de primeiro grau textos brasileiros de boa qualidade que proporcionam e estimulam a capacidade crítica. A fim de atender às diferentes áreas de interesse, os livros da Série Diálogo foram divididos em cinco blocos temáticos: Adolescência; Aventura/Fantasia; Regionais/Folclore/Meio Ambiente; Cotidiano/Ruas/Marginalidade e Contos e Crônicas." [fonte: contracapas dos livros da coleção entre 1997 e 2001].

As capas que seguem abaixo fazem parte do primeiro layout da coleção, publicados entre 1997 e 2001. Os livros estão ordenados por ordem alfabética. Quando tiver sinopse disponível, a mesma foi extraída da contracapa do respectivo livro. [Nota importante: Essa postagem está em construção ainda, já que o levantamento dos títulos da coleção está em processo].

Giselda Laporta Nicolelis: Um dono para Buscapé (1980)

Um dono para Buscapé, Giselda Laporta Nicolelis

Um dono para Buscapé é um livro infantojuvenil da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, publicado originalmente em 1980.

O menino Marcelo tem como melhor amigo o cãozinho Buscapé. Mas a família de Marcelo irá mudar-se para um apartamento onde não são permitidos cachorros. Como Buscapé é um vira-lata já idoso, os pais de Marcelo acham que a melhor solução é sacrificar o cão. Inconformado, o garoto decide procurar um novo dono para Buscapé. Entre os candidatos está Claudinei, um menino cego que precisa de um cão guia.


Personagens: Marcelo, Buscapé. pai de Marcelo, mãe de Marcelo, Fátima (professora de Marcelo), Claudinei.

Capítulos: (1) Buscapé; (2) À procura de um dono [Procura-se um dono]; (3) Os candidatos a dono [Os candidatos]; (4) Esperança; (5) Começa a luta; (6) Decisão; (7) Em ritmo de aventura; (8) Em pratos limpos; (9) E agora?; (10) A ideia; (11) Mãos à batata!; (12) Segundo "round" (isto é, segunda batata); (13) A pedra no caminho; (14) Foi assim que...

Capas dos livros da escritora inglesa Jojo Moyes, publicados no Brasil

[EM CONTRUÇÃO]

Jojo Moyes é uma escritora britânica nascida em 4 de agosto de 1969 na cidade de Londres, Inglaterra, onde passou sua infância e adolescência. Moyes é formada em Jornalismo e trabalhou durante dez anos como correspondente do jornal The Independent. Publicou seu primeiro livro, Sheltering Rain, em 2002 e desde então dedica-se integralmente à carreira de escritora. Atualmente, Jojo vive no condado inglês de Essex com seu marido e seus três filhos. 

Nota: As sinopses apresentadas abaixo foram retiradas de orelhas ou contracapas dos próprios livros, ou ainda dos sites das editoras Bertrand Brasil e Intrínseca.

Giselda Laporta Nicolelis: Macapacarana (1981)


Macapacarana é o título de um livro infantojuvenil da escritora brasileira Giselda Laporta Nicolelis, publicado originalmente pela editora Brasiliense em 1981.

O livro narra a história de Gerson Luiz (Bolanga), um jovem que se muda de São Paulo para o estado do Amapá e encontra um novo mundo: o mundo das matas e dos rios, do garimpo de ouro, o mundo de José, o cozinheiro índio, e de Tocha, com quem aprende a conhecer e desvendar os mistérios da Amazônia. [fonte: contracapa da edição de 1988]

O livro foi publicado pela editora Brasiliense na coleção Jovens do Mundo Todo, entre 1981 e 1985. Após isso, ele passou a ser publicado pela Atual Editora na coleção Tirando de Letra. Inicialmente foi publicado entre 1988 e 1992, com capa e ilustrações de Edu (Eduardo Carlos Pereira). Em 2007, na mesma coleção, o livro ganhou uma nova capa, mantendo no miolo as ilustrações de Edu. Continuou a ser publicado pela editora até por volta de 2013. Atualmente, está fora de catálogo.

O livro ganhou em 1982 o Troféu APCA, da Associação Paulista de Críticos de Arte.

Capas dos livros da Coleção Folha: Minha Primeira Biblioteca (Folha de S. Paulo, 2016)

A Coleção Folha: Minha Primeira Biblioteca é uma coleção de adaptações de clássicos universais da literatura, com 28 páginas cada e direcionados ao público infantil (entre seis e dez anos). Publicado pelo jornal paulista Folha de S. Paulo, a coleção traz 28 títulos de "obras já conhecidas do grande público que, ao longo do tempo, vêm passando de geração para geração. Inclui também outras, menos divulgadas, mas de grande valor cultural, diversificando, assim, a coleção, ampliando o repertório das crianças." (fonte: site da coleção)

Os livros podem ser encontrados nas bancas de jornal, chegando um novo volume a cada domingo no período de 28 de fevereiro a 28 de agosto de 2016. Além das bancas, é possível comprar pelo site da coleção até esgotarem os estoques.

"Histórias que vão prender a atenção e fazer o seu filho mergulhar no universo da leitura. São 28 volumes com grandes aventuras a cada domingo. Seu filho não vai querer parar de ler." (site da coleção)

Curiosidade: coleções de livros lançados pelo jornal Folha de S. Paulo: Biblioteca Folha (1997), Folha Explica (2000), Grandes Nomes do Pensamento Brasileiro (2000), Biblioteca Folha (2003), Grandes Mestres da Pintura (2007), Grandes Escritores Brasileiros (2008), Grandes Museus do Mundo (2009), Decoração & Design (2010), Cozinhas da Itália (2011), Literatura Ibero-Americana (2012), Grandes Designers (2012), Grandes Pintores Brasileiros (2013), Música Clássica para Crianças (2013), Tributo a Tom Jobim (2013), O Mundo da Cerveja (2013), Grandes Vozes (2013), Charles Chaplin (2013), Grandes Astros do Cinema (2014), As Grandes Guerras Mundiais (2014), O Melhor de Elis Regina (2014), Grandes Livros no Cinema (2014), Design de Interiores (2014), Soul & Blues (2015), Folclore Brasileiro para Crianças (2015), Moda (2015), Minha primeira biblioteca (2015) e outros livros avulsos sem coleção ou em fascículos.