Tonico e Carniça (José Rezende Filho e Assis Brasil)

capa 1 (1982-1990)
Capa criada por Iranildo Alves (ilustração) e Ary Almeida Normanha (layout) para o livro Tonico e Carniça, dos escritores brasileiros José Rezende Filho (1929-1977) e Assis Brasil (1932-xxxx), publicado no Brasil entre 1982 e 1990 [capa 1] e entre 1991 e 1998 [capa 2] pela editora Ática, dentro da coleção Vaga-Lume. Publicado originalmente em 1982. Ilustrado por Iranildo Alves.

Sinopse: Tio Severino dá a Tonico uma cadeira de engraxate para que ele ajude a mãe nas despesas domésticas. Logo no primeiro dia de trabalho, na frente do armazém do seu Gonçalves, o menino não consegue nenhum cliente. Ao encontrar o amigo Carniça, tem a ideia de virar seu sócio. Mas o tio exige que ambos estudem e ajuda Carniça a se matricular na escola. Juntos, os dois amigos enfrentam os preconceitos da sociedade e tentam provar que não ter um lar não faz deles marginais. A discriminação e os perigos desafiam os pequenos heróis nesta comovente história sobre amizade e superação. [fonte: site da editora]

A capa do livro pela coleção Vaga-Lume sofreu pequenas alterações no layout em 1991 (conforme visto nessa postagem) e em 1999.

Tonico e Carniça é uma continuação do livro Tonico (1977) de José Rezende Filho. Logo após o lançamento do livro Tonico em 1977, José Rezende Filho começou a escrever a continuação, mas faleceu no mesmo ano, parando a escrita no capítulo 9. Por esta razão, o escritor Assis Brasil, que era amigo dele, recolheu as notas e esboços do escritor e desenvolveu a continuação, publicando-a em 1982 e assinando como coautor com José Rezende Filho. Sobre esse processo de criação, podia-se ler no prefácio das edições: "Tonico está de volta, ao lado de seu amigo Carniça. A proeza da ressurreição destes personagens de José Rezende Filho deve-se a Assis Brasil. Ele recolheu notas e esboços deixados pelo autor, e do convício com o amigo, desaparecido precocemente, armou e desenvolveu as novas aventuras de Tonico e Carniça. Assis Brasil, nesse verdadeiro trabalho de restauração artística, respeitou as ideias básicas de Rezende Filho, bem como a psicologia dos seus personagens. Assim é que a família de Tonico e seu pequeno mundo voltam a sensibilizar o leitor com a mesma força e humanidade do livro anterior. Como era a ideia de Rezende Filho, o personagem Carniça cresce mais na participação das aventuras e destino de Tonico, mostrando, embora pobre e sem educação, a verdadeira humanidade de seus sentimentos. Assim, José Rezende Filho e Assis Brasil, pelo milagre da criação, trazem de volta, aos nossos jovens leitores, Tonico e Carniça, os dois pequenos heróis do nosso tempo."

capa 2 (1993-1998)
Em 2008, o filho do escritor, Marcus Rezende, publicou de forma independente pelo Clube dos Autores, uma continuação dos livros intitulada Tonico e Carniça no bairro de Fátima. Devido à publicação independente, é difícil encontrar esse livro, até mesmo em sebos ou bibliotecas.

O livro é dividido em 23 capítulos, sem títulos. A narrativa se passa num bairro pobre e numa favela da cidade do Rio de Janeiro. Os protagonistas do livro são os garotos Tonico (Antônio) e Carniça (Válter). Outros personagens que aparecem na narrativa são Severino “Bio” (tio de Tonico), Dona Zenaide “Zen” (mãe de Tonico), Dona Corália (avó de Tonico), Seu Gonçalves (dono do armazém), Seu Alfredo (funcionário do armazém), Dona Marilda (mãe de Carniça), Simplício (dentista), além de outros que são citados apenas pelo papel desempenhado na trama, como o professor de Tonico, fregueses do armazém, assaltantes e o médico.


Conheça outras capas desse título, autor, editora, coleção/série ou capista nos marcadores abaixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário