Xisto no espaço (Lúcia Machado de Almeida)

Capa criada por Mario Cafiero (ilustração) e Ary Almeida Normanha (layout) para o livro Xisto no espaço, da escritora brasileira Lúcia Machado de Almeida (1910-2005), publicado no Brasil entre 1982 e 1984 pela editora Ática, dentro da coleção Vaga-Lume. Publicado originalmente em 1967. Ilustrado por Mario Cafiero.

Sinopse: Para impedir que o maligno Rutus destrua todo o Universo, Xisto tem de empreender uma longa e perigosa viagem interestelar e enfrentar terríveis alienígenas. Mas ele não está sozinho nessa jornada. Ganhadora de diversos prêmios literários, a mineira Lúcia Machado de Almeida tem um lugar de destaque na história de literatura infantojuvenil brasileira. Um de seus livros mais aclamados, Xisto no espaço é o segundo da famosa tríade de aventuras de Xisto, e leitura indispensável aos jovens. Neste volume da saga, o Universo. Assim, ao lado de seu inseparável amigo Bruzo, Xisto empreenderá uma longa e perigosa viagem interestelar, a bordo de sua astronave, e enfrentará terríveis alienígenas. Com uma aventura que mistura fantasia e ficção científica, esta obra seduz e estimula a imaginação, despertando o interesse do jovem pela leitura. [fonte: site da editora]

Ui! Xisto se mete em cada uma... Ah, pra quem ainda não o conhece, meu amigo Xisto é um garoto incrível que, neste livro, vai tentar salvar a Terra da invasão de horrorosos seres de outro planeta. Que vai ser fogo, vai! Ainda bem que seus amigos do planeta Nívea sempre tentarão ajudá-lo... Mas chega de papo! O negócio é começar a ler estas fantásticas aventuras espaciais o mais rápido possível. [fonte: orelha do livro da edição publicada em 1984]
orelha, por Edu

O personagem Xisto protagonizou três livros escritos pela autora: Aventuras de Xisto (1957), Xisto no espaço (1967) e Xisto e o Saca-Rolha (1974), este último teve o título alterado a partir de 1983 para Xisto e o pássaro cósmico, quando passou a ser publicado pela coleção Vaga-Lume.

A capa do livro pela coleção Vaga-Lume sofreu pequenas alterações no layout em 2010.

Xisto no espaço ganhou o prêmio Jabuti, o mais importante do Brasil, na categoria Juvenil em 1968.

O livro é dividido em 15 capítulos: (1) Xisto no espaço, (2) Os mistérios do cosmos, (3) No planeta negro, (4) Desviados para Nívea, (4) Kibrusni, menino do espaço, (5) Uma surpresa atrás da outra, (6) O raio quente, (7) Terror no planeta, (8) A gelatina da morte, (9) Rumo a "o que não tem sangue", (10) O vampiro, (11) O planeta do mal, (12) Rutus, afinal!, (13) A terrível sala, (13) O segredo de "o que não tem sangue", (14) Xisto agoniza, (15) Alergia apenas.

Conheça outras capas desse título, autor, editora, coleção/série ou capista nos marcadores abaixo.

2 comentários:

  1. Estou relendo e me deliciando com a aventura espacial de Xisto. Bons tempos...
    Já se passaram mais de 30 anos desde a última vez que vi esse livro (escrevi "vi" mesmo, pois ele estava atrás de outros livros, em minha estante).
    Lembro que comecei a ler e terminei a leitura no mesmo dia. Sei que o livro é fininho, mas foi a primeira vez que fiquei tão interessado em chegar ao fim de um livro.
    Não foi Xisto no Espaço que me levou ao mundo da leitura (foi "Os doze trabalhos de Hércules" em dois Tomos, de Monteiro Lobato. Livros que ganhei de meu pai, um leitor dedicado), mas foi essa aventura de Xisto que "encheu o tanque" para que eu seguisse em frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li recentemente o livro, juntamente com os outros dois com o personagem e realmente é uma história envolvente para o público da Série Vaga-Lume. No meu caso a descoberta do mundo da literatura ocorreu aos 11 anos com A ilha perdida, de Maria José Dupré. Já havia lido outros livros antes, mas eram aqueles voltados para o público infantil, com bastante desenhos e pouco texto.

      Excluir