O jovem Törless (Robert Musil)


Capa criada por Enio Squeff para o livro O jovem Törless, do escritor austríaco Robert Musil (1880-1942), publicado no Brasil em 1986 pela editora Rio Gráfica, dentro da coleção Grandes Sucessos da Literatura Internacional (Nº 8). Traduzido do original Die Verwirrungen des Zöglings Törleß (1906) por Lya Luft.

Sinopse: Seu último - e inacabado - romance, o extenso O homem sem qualidades, fez do austríaco Robert Musil um dos maiores escritores do século, ao lado de Marcel Proust, James Joyce e Thomas Mann. Antes dele, Musil havia publicado, além de novelas e peças teatrais, apenas um romance: O jovem Törless. Baseado em sua vivência num internato militar para filhos de famílias influentes do império austro-húngaro, o autor narra, aqui, as violências físicas e morais que os alunos infligem a um de seus colegas. O romance, publicado originalmente em 1906, foi visto mais tarde como uma lúcida premonição do surgimento do nazismo. Descrevendo a formação de um jovem, transforma-se em um comovente libelo contra o autoritarismo. [fonte: contracapa do livro]

Adaptação no cinema: O jovem Törless (1966).

Conheça outras capas desse título, autor, editora, coleção/série ou capista nos marcadores abaixo.

A rua das ilusões perdidas (John Steinbeck)


Capa criada por Enio Squeff para o livro A rua das ilusões perdidas, do escritor americano John Steinbeck (1902-1968), publicado no Brasil em 1986 pela editora Rio Gráfica, dentro da coleção Grandes Sucessos da Literatura Internacional (Nº 7). Traduzido do original Cannery Row (1945) por A. B. Pinheiro de Lemos.

Sinopse: Considerado pela crítica o melhor livro de John Steinbeck, prêmio Nobel de Literatura de 1962, A rua das ilusões perdidas - publicado anteriormente sob o título de Caravana dos destinos - revela exemplarmente o senso de humor e o tom descontraído presentes em boa parte da produção do célebre escritor norte-americano. Dosando com maestria humor e emoção, o autor narra, aqui, o cotidiano de Cannery Row - pitoresca rua de Monterey, na Califórnia -, habitada por bêbados, vagabundos e prostitutas. Escritor bastante popular em seu país de origem, Steibeck teve alguns de seus romances transportados para as telas como As vinhas da ira e A leste do Éden, que lhe valeram prestígio internacional.
 
Adaptação no cinema: Paixões sem destino (1982).

Conheça outras capas desse título, autor, editora, coleção/série ou capista nos marcadores abaixo.