NOVELAS NADA EXEMPLARES


Coleção: Vera Cruz (Nº 101)
Período de Publicação: 1975
Arte da Capa: -

Para visualizar capas de outras edições brasileiras desse livro, clique AQUI.

As mulheres estarão sempre costurando, solteiras, casadas, viúvas, velhas ou moças terão os dedos picadinhos de agulha, até que um dia o ovo de costura rolará de suas mãos e a cabeça tombará para sempre - não, nada é para sempre, ainda com o ovo de costura caído no chão o pescoço é alvo útil para a navalhada. A fidelidade do autor a seu mundo teve uma consequência absurdamente lógica: a fidelidade ao gênero que escolheu para nos comunicar este mundo.

Coletânea de 30 contos: Pedrinho / No beco / O morto na sala / Gigi / Os meninos / Tia Galilea / Pensão Nápoles / Boa noite, senhor / Chuva / O noivo / Valsa de esquina / O convidado / Idílio / João e Maria / A velha querida / Asa de ema / O domingo / A aranha / Ponto de crochê / João Nicolau / Quarto de hotel / Às três da manhã / As maças / A sopa / Olho de peixe / Noites de amor em Granada / Meu avô / O autógrafo / Últimos dias / Penélope.

Edição Original: Novelas Nada Exemplares, 1959, Brasil, Editora José Olympio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário