CARTAS DO PEQUENO PRÍNCIPE


Editora: Itatiaia
Período de Publicação: 1974, 1980-1986
Arte da Capa: -

Para visualizar capas de outras edições brasileiras desse livro, clique AQUI.

Vida íntima de Antoine de Saint-Exupéry, a parabola do "Pequeno Príncipe", evadido de seu estranho asteróide longinquo, é o mais depurado retrato que de si mesmo já deixou qualquer escritor. E ao reunir em livro a correspondência da juventude a as cartas para sua mãe ao lado da excepcional "Carta a um Refém", não poderíamos deixar de lembrar sua criação mais acabada e ligá-la a esta parte da vida do autor de "Voo Noturno": suas relações mais íntimas e pessoais. E concluiremos que se nunca chegamos a escrever para Antoine de Saint-Exupéty aquela carta que nos pedia no fim de "O Pequeno Príncipe", ele, ao contrário, continuou, mesmo depois de morto, através destas suas obras, a cuidar conosco da pequenina rosa da alma humana.

Edição Original: Lettres de Saint-Exupéry: Lettres à Sa Mère, Lettres de Jeunesse, Lettres à un Otage, 1957, França, Editora Le Club du Meilleur Livre.
Reunião em volume único dos livros póstumos: Lettre à um Otage (1944, França, Editora Gallimard), Lettres de Jeunesse 1923-1931 (1953, França, Editora Gallimard, título brasileiro: Cartas de Juventude) e Lettres à Sa Mère (1955, França, Editora Gallimard, título brasileiro: Cartas à minha mãe).
Traduzido por Magda Soares Guimarães.

Nenhum comentário:

Postar um comentário